Como aumentar o efeito detox e anticâncer dos alimentos?

Vou ensinar para vocês uma técnica simples para aproveitar ainda mais dos compostos benéficos presentes em alguns alimentos. Tudo isso me deixar ainda mais estasiada em saber como a química e técnica de preparo dos alimentos pode influenciar diretamente na nossa saúde.

Os alimentos conhecidos como brássicas tem um excelente efeito detoxificante e anti câncer, mas utilizar deste benefício depende do seu modo de preparo.

Esses alimentos da família das brássicas (antes conhecidos como crucíferos) compreendem: brócolis, couve flor, couve, couve de bruxelas, repolho, acelga, rabanete, wasabi, mostarda, nabo, agrião e rúcula.

 

Se você tem um espaço em casa, aproveite para tentar cultivar um desses alimentos

Esses alimentos possuem um componente super benéfico chamado glicosinolato. Este componente atua principalmente no fígado, ajudando-o a fazer sua função de eliminar substâncias tóxicas do organismo. Por este motivo este componente tem uma alta capacidade detoxificante e também de proteção contra o câncer, sendo os alimentos mencionados acima os mais associados a prevenção desta doença.

Porém, para este componente fazer este efeito ele precisa ser transformado na sua forma ativa (que são os indois e tiocionatos – caso você esteja curioso ou precisando de ideias para nome de crianças =). Essa transformação acontece quando a célula do alimento é rompida (ao cortar ou mastigar por exemplo), pois dentro da célula está a enzima que o transforma na sua forma ativa.

Esta enzima é inativada com o calor, ou seja, se você cozinhar a couve por exemplo vai ter menos uso desses benefícos do que se consumí-la crua.

Por este motivo, ao preparar estes alimentos é importante cortá-los ou rasgá-los alguns minutos antes do consumo para que esta transformação aconteça antes de ser aquecido. Recomenda-se fazer o corte e esperar de 20-40 min antes de aquecer o alimento. Já se você for consumí-lo cru, não é necessário fazer este processo, mas é importante cortar e mastigar bem o alimento.

Para quem achou muito complicado cortar e ficar esperando este tempo todo (como eu!), há duas outras alternativas que podem agilizar sua vida e extrair o máximo de benefícios destes alimentos

A primeira alternativa é preparar o alimento (ex. brócolis refogado) e depois de pronto temperar com mostarda em pó. A mostarda também é um alimento da família das brássicas e também possuem esta enzima (mirosinase). Por isso, a enzima da mostarda é capaz de transformar os componentes de outro alimento na sua forma ativa.

A mostarda pode ser comprada em semente ou em pó. Para fazer o pó basta triturar as sementes.

A segunda alternativa é misturar ao alimento já cozido um pouco do alimento cru bem picado e descansado por alguns minutos. A enzima do alimento cru também vai auxiliar com que as substâncias do alimento cozido sejam transformadas.

 

Efeito na tireóide

Como tudo tem o lado bom e ruim, até mesmo estes compostos super benéficos tem um ponto de consideração.

Eles reduzem o uso de iodo pelo corpo e por isso são chamados bociogênicos. O bócio é uma alteração que acontece na tireóide quando há baixa ingestão de iodo. A insuficiência de iodo também pode causar alterações como o hipotireoidismo (dentro muitas outras causas que podem levar ao hipotireoidismo).

Por isso, se alguém consumir de forma exagerada (na quantidade e frequência) dos alimentos das brássicas (brócolis, couve flor, couve, couve de bruxelas, repolho, acelga, rabanete, wasabi, mostarda, nabo, agrião e rúcula) e não consumir adequados níveis de iodo (presente em frutos do mar, algas e sal iodado), pode ter alterações na tireóide.

Se você possui problemas de tireóide, primeiro é importante alinhar com seu nutricionista se a causa pode estar relacionada ao consumo de iodo. Se sim, você não precisa deixar de consumir estes alimentos, pois eles tem inúmeros nutrientes e benefícios. Mas neste caso, é indicado dar preferência para consumir estes alimentos cozidos ou refogados, pois assim se inativa a enzima que faz a transformação que mencionamos anteriormente, que é benéfica mas também bociogênica.

 

Uma alternativa super saborosa neste caso é a sopa de couve flor com bacon vegetal

Outros alimentos considerados bociogênicos são a linhaça, mandioca, soja, batata doce e milho. Lembrando que as alterações estão geralmente relacionadas aos exageros e não ao consumo variado e moderado dos alimentos.

Vocês não acham fantástico como toda esta química da cozinha e o modo de preparo dos alimentos pode influenciar na saúde do nosso corpo?

Gostaram deste tema? Deixem seus comentários e dúvidas aqui nos comentários.

Pri Riciardi.

No momento, o programa não está aberto. Caso queira se manter em contato com as novidades, cadastre-se em nossa lista.

Em caso de dúvidas, nos escreva no e-mail pririciardi@gmail.com 

Obrigada por se inscrever

Quero receber meu ebook Boa Digestão

Quero receber meu ebook
Boa Digestão

Todo ritual de beleza e cura começa por uma boa limpeza do corpo.

Não estamos falando de sucos detox, mas da garantia de uma boa digestão! Independente do que está buscando, esse é o primeiro passo que precisa dar para regular sua saúde!

O Ebook foi enviado no email cadastrado

Preencha com seus dados para receber mais informções

As informações sobre agendamento foram enviados por email